FMI deixa de financiar a Ucrânia devido à falta de reformas

O Fundo Monetário Internacional não emprestou dinheiro a Kiev devido ao fracasso do governo na implementação de reformas e reduzidos progressos na luta contra a corrupção, segundo Sergey Sobolev, presidente do Partido Patriótico Ucraniano.

O político divulgou que segundo relatórios do governo o Fundo Monetário Internacional deixará de financiar a Ucrânia. Sobolev diz ter feito algumas investigações e verificou que o último empréstimo do FMI terá sido há cerca de 11 meses atrás. O ucraniano afirmou ainda, citado pela imprensa ucraniana, que o país viveu cerca de um ano sem qualquer apoio do FMI.

Após a queda do antigo governo, o FMI concordou em financiar a Ucrânia em cerca de 17. 5 mil milhões. Em 2015 Kiev recebeu 6,7 mil milhões, e esperava mais dois empréstimos de 1,7 biliões cada. Mas esse financiamento foi adiado.

Christine Lagarde, presidente do FMI, sustenta que sem um esforço para combater a corrupção e implementar as reformas por parte da Ucrânia, será difícil um programa apoiado pelo FMI ter sucesso.

O FMI ficou desapontado com a demissão do ministro da Economia Aivaras Abromavicius, que deixou o cargo alegando que não queria dar cobertura a um governo corrupto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Afeganistão: Talibãs voltam a pedir ajuda à Europa

Afeganistão: Talibãs voltam a pedir ajuda à Europa

Os talibãs apelaram à Europa para que se mantivesse em operação os aeroportos do Afeganistão. O pedido foi feito em conversas com representantes da União…
Revista de Imprensa Lusófona de 29 de novembro de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 29 de novembro de 2021

No Brasil o “Estadão” destaca que a “Falta de verba trava perícias do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social] em ações judiciais”. A…
FMI considera insensato limitar projetos de gás em Moçambique

FMI considera insensato limitar projetos de gás em Moçambique

O representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Moçambique, Alexis Meyer-Cirkel, afirmou que é pouco sensato pensar em limitar o desenvolvimento dos projetos de…
Cabo Verde estima concluir privatizações no setor aeroportuário em 2022

Cabo Verde estima concluir privatizações no setor aeroportuário em 2022

O Governo de Cabo Verde informou que quer concluir em 2022 os processos de concessão e privatização das empresas públicas do setor aeroportuário,…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin