Diplomacia | Europa

França: Conferência para a paz no Médio Oriente, sem israelitas nem palestinianos

A capital francesa acolheu este domingo uma conferência que pretendia dar um contributo para a paz no Médio Oriente. No final do encontro os representantes de 70 países expuseram as suas conclusões defendendo a solução de “dois Estados”.

Conclusões que agradaram à Autoridade Palestiniana, que não esteve presente na Conferência, e mereceram vivos protestos de Israel, que também marcou pela ausência no evento.

No início da Conferência o ministro dos negócios estrangeiros francês, Jean-Marc Ayrault, criticou o anúncio do presidente eleito norte-americano que pretende transferir a embaixada dos EUA em Israel para Jerusalém. Ayrault considerou que esta decisão poderá ter “consequências pesadas”. Um posicionamento do chefe da diplomacia francesa que mereceu imediatas críticas de Israel.

Qualificando a Conferência de “inútil” e “fútil”, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reagiu afirmando que o evento foi “uma impostura palestiniana sob os auspícios da França” em que “pretendiam tomar mais posições anti-israelitas”.

Para Benjamin Netanyahu a Conferência de Paris foi apenas uma “tentativa artificial de pessoas exteriores ao Médio Oriente ditarem soluções às pessoas do Médio Oriente”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo