França: Desmantelado grupo da “ultra direita” que pretendia efectuar atentados contra muçulmanos

Dez pessoas próximas de um grupo da “ultra direita”, suspeitas de projectarem atentados contra alvos muçulmanos em França, foram detidas este fim-de-semana em França pela Direcção Geral da Segurança Interior (DGSI). A operação foi levada a cabo na Região Parisiense, Córsega, Haute-Vienne e Charente-Maritime.

O grupo, autodenominado “Acção das Forças Operacionais” (AFO), era composto por indivíduos de 35 a 69 anos e chefiados por um polícia reformado de 65 anos, identificado como Guy S., residente em Charente-Maritime.

Segundo os elementos recolhidos pela DGSI, o grupo pretendia levar a cabo acções contra alvos associados ao “Islão radical”, tendo elaborado uma lista em que constava nomes de Imames radicais e islamista detidos assim como pretendia atacar na rua de forma aleatória mulheres com véu islâmico.

Durante as buscas efectuadas pela DGSI, várias armas foram encontradas e alguns suspeitos confirmaram a possível existência de granadas e explosivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Ciclone Tropical GOMBE destrói e mata em Nampula

Moçambique: Ciclone Tropical GOMBE destrói e mata em Nampula

O Ciclone Tropical “GOMBE”, o terceiro fenómeno meteorológico a afectar as províncias da Zambézia, Nampula e Cabo  Delgado depois das…
Brasil: Missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra na Ucrânia 

Brasil: Missão de solidariedade resgata 68 refugiados da guerra na Ucrânia 

Pousou em solo nacional na manhã desta quinta-feira (10) o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que trazia 42 brasileiros…
Moçambique conta com forças militares da África do Sul até abril

Moçambique conta com forças militares da África do Sul até abril

O Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, decidiu estender até 15 de abril o destacamento da Força Nacional de…
Timor-Leste em risco de grave crise nos preços com conflito na Ucrânia

Timor-Leste em risco de grave crise nos preços com conflito na Ucrânia

O Programa Alimentar Mundial (PAM) avisa que o conflito existente na Ucrânia pode vir a causar aumentos adicionais de preços nos produtos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin