Europa | Tecnologia

França investe 7 biliões de euros para alavancar pesquisas sobre o hidrogénio

A França vai alavancar pesquisas sobre hidrogénio com um projeto de 7 biliões de euros, Federação de Recherche Hydrogène (FRH2), lançado em março. O projeto vai contar com cerca de 300 investigadores de 28 instituições pertencentes ao Centro Nacional de Recherche Scientifique (CNRS) e à Comissão Francesa de Energias Alternativas e Energia Atómica (CEA).

O projeto terá uma duração de cinco anos e também vai incluir cerca de 300 alunos, doutorandos e pós-doutorandos. Cada organização participante terá um papel diferente, explica Olivier Joubert, professor da Universidade de Nantes e diretor do FRH2. “A pesquisa no CEA concentra-se em aplicações industriais, enquanto o CNRS vai-se concentrar em pesquisa fundamental.”.

Jacques Maddaluno , director do Instituto de Química do CNRS do Centre National de Recherche Scientifique (CNRS) de Nantes, França, refere que um grupo de interesse científico vai servir de intermediário entre o CNRS e o CEA. “Será uma espécie de interface com a indústria”, acrescenta Maddaluno, que também ingressa o FRH2.

Recorde-se que a União Europeia começou a financiar projetos de investigação através de programas-quadro de investigação, como o Acordo Comum para Pilhas de Combustível e Hidrogénio (FCH JU). Em julho de 2020, também a European Clean Hydrogen Alliance começou a estimular a produção de hidrogénio livre de carbono.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo