Leste europeu espera mais refugiados ucranianos no inverno

Os países do Leste da Europa estão a preparar-se para a possibilidade de uma nova vaga de refugiados ucranianos no inverno. O motivo deve-se aos frequentes ataques russos à rede elétrica da Ucrânia. 

Esta é a conclusão retirada após as últimas declarações do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, que disse que pelo menos quatro milhões de pessoas estão sem energia no país. 

Kiev, capital ucraniana, e mais 14 regiões encontram-se sem energia. Tendo em conta esta situação, é esperado um inverno difícil no país, onde as temperaturas já registaram valores abaixo do zero no outono e podem chegar a mínimos de menos 20 graus Celsius na estação seguinte. 

De acordo com a “Reuters”, a Eslováquia e a Hungria estão a preparar-se para receber cidadãos ucranianos. 

A invasão de tropas russas ao território ucraniano começou a 24 de fevereiro, tendo causado, até ao momento, a fuga de cerca de 6.9 milhões ucranianos para outros países.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…