Presidente da CE avisa China para que não apoie regime russo

A Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, avisou a China para que não subvertesse as sanções aplicadas à Rússia e não apoiasse o regime russo

“A cimeira de hoje não foi certamente como habitual [pois] realizou-se numa atmosfera muito sóbria e num contexto da guerra russa na Ucrânia, e foi bom termos tido hoje um diálogo muito aberto e muito franco com o Presidente Xi e o primeiro-ministro Li” da China, declarou von der Leyen nesta sexta-feira, 01 de abril. 

A afirmação foi feita numa conferência de imprensa em Bruxelas, após a 23.ª Cimeira UE-China, realizada por videoconferência. 

Segundo a dirigente, “ficou claro que este não é apenas um momento decisivo para o continente [europeu], mas é também um momento decisivo para a relação [da UE] com o resto do mundo”, tal como “para a ordem global baseada em regras”. Isto porque, realçou, “nada ficará como era antes da guerra” entre a Rússia e a Ucrânia.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV comenta abandono da barragem de Canto de Cagarra

Cabo Verde: PAICV comenta abandono da barragem de Canto de Cagarra

Os deputados do PAICV eleitos por Santo Antão alertaram nesta quinta-feira, 05 de janeiro, para a situação de abandono da…
Mães e crias em migrações pouco pacíficas

Mães e crias em migrações pouco pacíficas

Uma mãe e a sua cria nadam, lado a lado, ao longo da costa numa zona de águas baixas. Depois…
Angola: FNLA fala de planos para 2023

Angola: FNLA fala de planos para 2023

O líder da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Nimi a Nsimbi, comentou as atividades relevantes para este ano de…
Moçambique: PRM dá nota positiva ao balanço da quadra festiva

Moçambique: PRM dá nota positiva ao balanço da quadra festiva

Decorreu ontem, 05 de janeiro, em Maputo, a reunião de balanço da quadra festiva, à qual os representantes da Polícia…