Rússia limita entrada de cidadãos de países “pouco amigáveis”

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, informou que o país vai limitar o acesso ao seu território de cidadãos de países responsáveis por actos “pouco amigáveis”. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 28 de março. 

O motivo deve-se ao facto de o Ocidente ter levado a cabo sanções e discursos contra a Rússia, cujas tropas invadiram a Ucrânia a 24 de fevereiro. Lavrov acusou os líderes ocidentais de incitarem à “russofobia”, à exceção de alguns dirigentes, como os da Sérvia e Hungria. 

“Um projeto de decreto presidencial está a ser preparado para introduzir medidas de retaliação, no que diz respeito aos vistos, no âmbito das ações pouco amigáveis de vários governos estrangeiros”, referiu numa reunião do partido Rússia Unida, no poder. 

Ainda de acordo com o governante, o plano inclui “uma série de restrições” à entrada na Rússia. No entanto não foi especificado quais os países e pessoas que seriam sancionados em particular. 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV comenta abandono da barragem de Canto de Cagarra

Cabo Verde: PAICV comenta abandono da barragem de Canto de Cagarra

Os deputados do PAICV eleitos por Santo Antão alertaram nesta quinta-feira, 05 de janeiro, para a situação de abandono da…
Mães e crias em migrações pouco pacíficas

Mães e crias em migrações pouco pacíficas

Uma mãe e a sua cria nadam, lado a lado, ao longo da costa numa zona de águas baixas. Depois…
Angola: FNLA fala de planos para 2023

Angola: FNLA fala de planos para 2023

O líder da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Nimi a Nsimbi, comentou as atividades relevantes para este ano de…
Moçambique: PRM dá nota positiva ao balanço da quadra festiva

Moçambique: PRM dá nota positiva ao balanço da quadra festiva

Decorreu ontem, 05 de janeiro, em Maputo, a reunião de balanço da quadra festiva, à qual os representantes da Polícia…