Ucrânia proíbe saída de emigrantes em idade de combater na guerra

guerra Ucrânia bandeira

O porta-voz dos guardas fronteiriços ucranianos, Andriy Demtchenko, divulgou nesta quarta-feira, 05 de junho, que os homens ucranianos com idade de combater que vivem no estrangeiro deixaram de poder sair da Ucrânia se estivessem de visita ao país desde o dia 01 de junho. 

Trata-se de uma medida que tem como objetivo repor as fileiras do exército da Ucrânia, que não reconhece a dupla nacionalidade e que combate a Rússia desde 24 de fevereiro de 2022

Demtchenko explicou à agência francesa “AFP” que esta medida é aplicada a ucranianos que “tenham saído da Ucrânia há mais de três meses”

Os que estão nessa situação “deixam de estar incluídos na categoria de pessoas excluídas do registo de recrutas (…) e são obrigados a registar-se no exército no prazo de 30 dias”, acrescentou. 

“Esta disposição aplica-se aos cidadãos ucranianos do sexo masculino com idades compreendidas entre os 18 e os 60 anos”, concluiu o porta-voz dos guardas fronteiriços.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Oito funcionários do Departamento da Migração de Lilongue e mais dois civis foram, esta quinta-feira (11), detidos por suspeita de…
Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

A InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro, uma das mais destacadas instituições no setor, localizada em Castelo Branco,…
Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

O antigo Primeiro-ministro e líder da APU-PDGB, Nuno Gomes Nabiam, acusou, esta quinta-feira, 11 de Julho, o Presidente da República…
Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Na terça-feira (9) a vila de Macomia, centro de Cabo Delgado, ficou agitada na sequência de uma manifestação da população…