UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

A Comissão Europeia assumiu nesta quarta-feira, 02 de março, que as sanções da União Europeia (UE) à Rússia vão ter “custos para economia” comunitária, entre os quais uma maior inflação e subida nos preços energéticos. 

“As sanções europeias […] terão também custos para a economia da UE, mas, nesta fase, estes custos são difíceis de calcular de forma fiável”, informou o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, citado pela “Lusa”. 

Entre as sanções aplicadas pela UE está o congelamento de ativos financeiros e a expulsão da Rússia do SWIFT, também conhecido como BIC (Bank Identifier Code), que identifica bancos e agências para transferências internacionais. 

As declarações foram feitas durante uma conferência de imprensa em Bruxelas. Segundo Dombrovskis, “à medida que sanções mais profundas começam a estar em vigor, será possível ver uma série de cenários, por exemplo, uma inflação mais elevada, nomeadamente pressão sobre os preços da energia e um impacto adverso nos mercados financeiros”

“O crescimento dos custos orçamentais diretos também vai continuar, mas vai certamente abrandar”, acrescentou. 

No entanto, o vice-presidente executivo da Comissão Europeia considera que “este é um preço que vale a pena pagar para defender a democracia e também as nações europeias para determinar o seu próprio destino”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: Edil da Câmara da Praia quer Polícia Municipal em 2023

Cabo Verde: Edil da Câmara da Praia quer Polícia Municipal em 2023

O presidente da Câmara Municipal da Praia (CMP), Francisco Carvalho, disse estar “expectante” com a implementação da Polícia Municipal em…
STP: 4 detidos morrem no quartel militar

STP: 4 detidos morrem no quartel militar

Quatro cidadão são-tomense que se encontravam detidos no quartel militar, depois da tentativa de invasão falhada, morreram na passada sexta-feira,…
Angola recebeu auxílio de USD 246 mil do Japão para desminagem

Angola recebeu auxílio de USD 246 mil do Japão para desminagem

O Governo japonês investiu mais de 246.900 dólares em ações de desminagem na província do Cuanza Sul, segundo o Embaixador do…
Moçambique: Oficializado ensino via Internet no país

Moçambique: Oficializado ensino via Internet no país

O Parlamento moçambicano oficializou nesta semana o ensino via Internet no país. Assim, estudantes do ensino superior poderão passar a…