África Subsaariana | Mundo

Guiné-Conacri legaliza a poligamia

O parlamento guineense aprovou uma nova lei que permite a poligamia, até agora proibida, desde a primeira república. Um “declínio”, de acordo com uma deputada que participou da votação.

A Assembleia Nacional aprovou uma nova lei que rege o estado ou as relações das pessoas, autorizando a poligamia.

Dos 113 deputados inscritos, 57 estiveram presentes durante o exame desta nova lei, que inclui cerca de 1600 artigos. Dos 57, 37 votaram a favor.

Agora, um homem pode casar com várias mulheres sem correr o risco de ser processado.  A prática já era corrente, fora das cerimónias religiosas.

A deputada da maioria, Nanfadima Magassouba, considera que a legalização da poligamia é um “passo para trás”.

“As mulheres têm uma palavra a dizer. Mas o que tememos aqui é que a família não influencie. Nós dizemos que sim, a família pode influenciar. E é por isso que não queremos voltar atrás nessas conquistas”, disse a deputada.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo