América Latina | Mundo

Juan Guaidó impedido de entrar na Assembleia Nacional da Venezuela

A Polícia Nacional Bolivariana (PNB) impediu o líder da oposição e presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, de entrar na sede onde iria ser reeleito no cargo.

O Presidente interino da Venezuela acusa o Presidente eleito, Nicolas Maduro, de “procurar todas as formas para tentar impedir a reeleição de uma junta diretiva que tem a capacidade para mudar a Venezuela”.

A comunidade internacional tem vindo a condenar publicamente as ações de violência perpetradas pelas forças de segurança contra o Presidente Interino da Venezuela Juan Guaidó e contra deputados da oposição, que impediram uma eleição livre e democrática da nova Junta Diretiva da Assembleia Nacional da Venezuela.

Também o Grupo Lima condenou publicamente o uso da força pelo regime ditatorial de Nicolás Maduro que impediu que os deputados da Assembleia Nacional pudessem aceder livremente à sessão convocada hoje, 05 de Janeiro, para a eleição democrática da Junta Diretiva.

O Grupo Lima menciona no comunicado que segue com extrema preocupação os acontecimentos ocorridos esta tarde em Caracas e apela à Comunidade Internacional para unir esforços para a recuperação da democracia e o restabelecimento do Estado de direito na Venezuela.

 

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo