FBI abriu investigações sobre as ajudas militares concedidas aos combatentes na Líbia

O Departamento de Investigação Federal americano (FBI) abriu uma investigação, no final do ano 2016, sobre a proveniência das armas de fabrico americano na posse dos elementos da Al-Qaida e do Daesh na Líbia.

Segundo fonte argelina, esta investigação terá sido desencadeada após ter sido descoberto que as armas terão sido vendidas por empresas norte-americanas a países do Golfo Pérsico antes de chegarem às organizações terroristas.

Nos últimos meses, o FBI esteve a seguir esta linha de investigação na Tunísia com o objectivo de recolher junto das autoridades locais elementos resultantes dos interrogatórios aos terroristas que estiveram em combate na Líbia.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Paulo Pisco volta a ser presidente da subcomissão das diásporas

Paulo Pisco volta a ser presidente da subcomissão das diásporas

O deputado Paulo Pisco, eleito pelo círculo da Europa para atuar na Assembleia da República de Portugal, foi reeleito, por…
Guiné Equatorial mantém 51.º lugar do IIAG

Guiné Equatorial mantém 51.º lugar do IIAG

A Guiné Equatorial manteve o 51.º lugar no Índice Ibrahim de Governação Africana (IIAG) 2022, de acordo com um relatório…
Angola: BNA estima taxa de inflação entre 9 e 11%

Angola: BNA estima taxa de inflação entre 9 e 11%

O Banco Nacional de Angola (BNA) prevê uma taxa de inflação entre 9 a 11% até ao final de 2023.…
Portugal tem recrutamento a decorrer em Cabo Verde

Portugal tem recrutamento a decorrer em Cabo Verde

A empresa portuguesa de transportes rodoviários Alsa Todi informou esta semana que tem a decorrer o recrutamento de mais 21…