Magrebe

Líbia: Jovem estudante torturado por milícia em Sirte lança apelo à comunidade internacional

Jamal Aboubacar al Saih

O recurso à tortura permanece uma prática corrente na Líbia, e as vítimas são numerosas. No entanto os testemunhos são raros. As vítimas preferem permanecer em silêncio receando represálias das milícias e dos seus torcionários.

O jovem estudante Jamal Aboubacar al Saih, de 26 anos, foi raptado a 02 de Junho e submetido a violentas torturas por membros da milícia Jihaz al Daam al Markazi. Um longo suplício que deixou profundas lesões físicas e psicológicas.

Contrariando a maioria das vítimas, Jamal Aboubacar decidiu quebrar o silêncio e lançar um apelo às organizações internacionais dos direitos humanos, assim como às autoridades líbias, para denunciarem tais práticas e porem um termo ao descontrolo da situação.

Jamal Aboubacar considera que actualmente na Líbia não existem textos legais que garantam aos cidadãos os seus direitos fundamentais elementares e que condenem as práticas de tortura, perpetradas por milícias que operam à margem de qualquer lei e em total impunidade.

KR/RN

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo