Arábia Saudita já levou a cabo perto de 100 execuções este ano

As autoridades sauditas executaram na passada terça-feira mais dois condenados, elevando para 98 o número de execuções levadas a cabo neste reino ultra-conservador.

Em referencia à duas execuções, o ministro do interior precisou que um cidadão saudita, Ali Assiri, foi executado na região sudoeste de Asir por ter sido considerado culpado de esfaquear um homem pertencente à sua tribo. O paquistanês Mohammed Mokhtar foi também executado por tráfico de heroína em Dammam, confirmou o ministro.

A Arábia Saudita aplica pena de morte nos crimes de assassinato, tráfico de droga, assalto à mão armada, estupro e apostasia. A maior parte das execuções são feitas por decapitação com uma espada.

Não houve qualquer execução durante o mês do Ramadão que teve início no passado dia 6 de Junho. Contudo, as execuções recomeçaram no passado domingo.

A ONG defensora dos direitos humanos “Amnistia Internacional”, referiu que o país levou a cabo pelo menos 158 execuções no ano passado, tornando-se assim no terceiro país onde mais pessoas são executadas, depois do Irão e do Paquistão. A organização, sediada em Londres, diz ainda que o número de execuções da Arábia Saudita está mais elevado neste ano do que no mesmo período do ano passado.

O assassinato e o tráfico de drogas são as razões mais comuns nos casos de execução, embora 47 pessoas tenham sido condenadas à morte por “ofensas terroristas”, tal foi o destino reservado ao clérigo xiita, Nimr al-Nimr, cuja execução suscitou protestos iranianos nas missões diplomáticas sauditas, levando Riade a cortar relações com Teerão.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Recorde mínimo de gelo marinho na Antártida seria “extremamente improvável” sem alterações climáticas

Recorde mínimo de gelo marinho na Antártida seria “extremamente improvável” sem alterações climáticas

Um grupo de cientistas do British Antarctic Survey descobriu que os níveis recorde de gelo marinho, na Antártida, em 2023,…
STP: País recebe apoio financeiro da ONU apoia para reformar Justiça e Segurança

STP: País recebe apoio financeiro da ONU apoia para reformar Justiça e Segurança

A Comissão de Consolidação da Paz, da ONU, realizou, nos dias 13 a 15 de maio, uma visita a São…
Secretário-geral da ONU defende maior representação dos países africanos no Conselho de Segurança

Secretário-geral da ONU defende maior representação dos países africanos no Conselho de Segurança

António Guterres, Secretário-geral da ONU, num debate convocado por Moçambique para abordar o reforço do papel dos Estados africanos em…
Cabo Verde: Imposto turístico subiu 21% até abril

Cabo Verde: Imposto turístico subiu 21% até abril

Cabo Verde arrecadou, no primeiro quadrimestre de 2024, 561 milhões de escudos através da taxa paga pelos turistas que visitaram o…