Crise no Médio Oriente: Arábia Saudita corta relações com o Irão

Arábia Saudita encerrou a sua representação diplomática em Teerão, retirando o seu embaixador, devido ao cerco das suas instalações diplomáticas, na sequência da execução de um clérigo xiita na Arábia Saudita, o que desencadeou reações em todo o Médio Oriente.

Bahrein e Sudão juntaram-se à Arábia Saudita para cortarem relações com o Irão, o que levou a apelos de contenção de diversas potências em todo o mundo, e ameaçam também encerrar as suas embaixadas em Teerão.

O governo de Obama, que procura uma relação mais próxima com o Irão e tem uma aliança de longa data com a Arábia Saudita, afirmou esperar que Teerão e Riad voltem atrás nesta decisão hostil que ameaça tornar-se a pior crise entre os rivais regionais em décadas. 

China, União Europeia e Rússia também pediram que Teerão e Riad tomem medidas para resolver as suas diferenças pacificamente. A Rússia ofereceu-se como mediador entre os dois países, para resolver esta questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

Cabo Verde: Santo Antão sofreu redução “drástica” de turistas

A ilha cabo-verdiana de Santo Antão registou uma redução “drástica” no número de turistas em 2020, uma vez que foram contabilizados apenas 12.620 no ano passado. Este…
Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

Moçambique: BM faz previsão económica positiva para o país

O Banco Mundial (BM) prevê que a economia moçambicana recupere gradualmente ainda neste ano de 2021. No entanto, alerta para os riscos significativos de uma queda, devido à incerteza sobre o caminho…
Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

Timor-Leste: Ministério Público tem 2.577 processos pendentes

O Procurador-Geral da República de Timor-Leste, Alfonso Lopez, informou que o Ministério Público registou 2.577 casos pendentes a nível nacional. O anúncio foi…
Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin