Estado Islâmico com falta de combatentes põe mulheres na frente de combate

A organização terrorista Estado Islâmico, que se opunham ao envolvimento de mulheres em acções combativas, excepto nas operações suicidas, está a alterar o seu discurso de propaganda a fim de “atrair” e empenhar mulheres em grupos na frente de combate, concluíram vários analistas.

A mudança de estratégia é resultado da multiplicação das derrotas militares do Estado Islâmico na Síria e Iraque que tem resultado na morte de milhares de jihadistas. Por outro lado, a sucessivas investidas terrestres das forças da coligação provocou uma quebra muito significativa na chegada de novos jihadistas para as fileiras da organização terrorista que assiste também a uma sangria dos seus combatentes estrangeiros que abandonam as armas e regressam aos seus países de origem.

A mudança da retórica do Estado Islâmico é mais um indício do “desespero estratégico” da organização terrorista que é forçada a adulterar a sua doutrina e a adaptar a um contexto belicista. A mulher deixa assim a sua função primária, patente nas propagandas precedentes, de “esposa e mãe de mujahidin” para passar a combatente no terreno, uma missão que a organização terrorista reservara apenas aos homens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Rússia só aceita reunião com Zelensky se for para chegar a acordo

Rússia só aceita reunião com Zelensky se for para chegar a acordo

A Rússia reiterou nesta quarta-feira, 16 de março, que só irá aceitar uma cimeira entre o seu Presidente, Vladimir Putin,…
Angola: PR condecorado em Cabo Verde com elevada distinção

Angola: PR condecorado em Cabo Verde com elevada distinção

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, foi condecorado nesta terça-feira, 15 de março, pelo homólogo cabo-verdiano, José Maria…
Brasil: Turismo do Rio na BTL em Lisboa

Brasil: Turismo do Rio na BTL em Lisboa

Gustavo Tutuca promove turismo do Rio de Janeiro, na BTL, em Lisboa A Secretaria de Estado de Turismo do Rio…
Moçambique mantém neutralidade mesmo com pressão dos EUA

Moçambique mantém neutralidade mesmo com pressão dos EUA

A ministra dos Negócios Estrangeiros de Moçambique garantiu que o país vai continuar neutro na guerra entre a Ucrânia e…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin