Iraque: Segundo dia de ofensiva para recuperar o oeste de Mosul

É o segundo dia nesta segunda-feira, da ofensiva para retomar a parte oeste de Mosul. A operação de reconquista da cidade sob o controle da organização Estado Islâmico há dois anos e meio começou há 4 meses.

Nas últimas semanas, os combates tinham diminuído com o anúncio do controle do da margem este de Mosul dividida em dois pelo rio Tigre. Mas, no domingo, a parte mais difícil desta operação começou: a ofensiva da recuperação da parte mais povoada e histórica de Mosul a oeste do Tigre.

Os combates de hoje recomeçaram na direção do aeroporto de Mosul com as forças iraquianas apenas a alguns quilómetros desta área que marca a entrada sudoeste da cidade.

Na véspera da operação terrestre, que envolve milhares de soldados, apoiados pela Força Aérea dos Estados Unidos, o Governo de Bagdade fez cair sobre o centro urbano do oeste de Mosul milhões de panfletos, a alertar a população civil para bombardeamentos iminentes. Mas também a instar os combatentes do Daesh “a deporem as armas e a renderem-se antes de um destino inevitável às mãos de forças heróicas”.

As organizações humanitárias estão preocupadas com o destino de mais de 700.000 civis que ainda estão dentro da parte ocidental de Mosul, incluindo 350.000 crianças. Por enquanto nenhuma infra-estrutura humanitária foi construída no sudoeste de Mosul.

Ao mesmo tempo que a ofensiva no oeste de Mosul teve inicio no domingo, vários atentados realizados pelo EI provocaram a morte de três civis e outros 21 ficaram feridos, no leste de Mosul. No primeiro ataque, perto de um restaurante no bairro de Al Zuhur, um civil morreu e outros sete ficaram feridos. O segundo atentando, junto a um mercado no bairro de Nabi Yunis, provocou a morte de dois civis e ferimentos em outros cinco, alguns deles de gravidade. No mesmo bairro, um jihadista detonou um carro-bomba contra um posto de controlo das forças iraquianas e pelo menos cinco soldados ficaram feridos, dois deles em estado grave., vários ataques suicidas ocorreram na parte oriental da cidade sob o controle do exército iraquiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola mantém aposta na diplomacia económica

Angola mantém aposta na diplomacia económica

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, reiterou a aposta do Governo na promoção da diplomacia económica. O…
Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

A Investigadora Principal do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC), Ana Cristina Santos, acaba de ganhar um…
Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, propõe a criação de um Fundo de Desenvolvimento Local e…
Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin