Pelo menos 50.000 combatentes do Estado Islâmico morreram no Iraque e na Síria desde 2014

Pelo menos 50 mil jihadistas do Estado Islâmico foram mortos pela coligação liderada pelos EUA desde que começaram as suas operações no Iraque e na Síria no final de 2014, disse uma autoridade militar norte-americana na quinta-feira.

“Não me importo com as contagens mórbidas, mas esse tipo de volume importa, esse tipo de impacto sobre o inimigo”, disse o oficial, citado pela AFP, considerando o número 50.000 de “estimativa conservadora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Moçambique: Governo promete igualdade de género

Moçambique: Governo promete igualdade de género

O Governo moçambicano reiterou o compromisso de trabalhar para garantir a igualdade de género no país, em conjunto com todos os intervenientes sociais. O foco, disse,…
Deputado Paulo Porto dedica mensagem à diáspora portuguesa

Deputado Paulo Porto dedica mensagem à diáspora portuguesa

O deputado Paulo Porto, eleito pelo círculo de fora da Europa, gravou uma mensagem para a diáspora portuguesa em virtude…
Timor-Leste sofre subida de denúncias de violência de género

Timor-Leste sofre subida de denúncias de violência de género

Os casos de violência de género reportados à justiça quase duplicaram em Timor-Leste, tendo estas denúncias sido feitas em vários municípios. Isto acontece depois…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin