Turquia: O grupo militante curdo TAK reivindicou o ataque de Ancara

O grupo militante curdo TAK, reivindicou na passada sexta-feira, a autoria do ataque com um carro bomba, na capital turca Ancara, que matou 28 pessoas.

Numa declaração publicada na página oficial do grupo, na internet, o grupo Kurdistan Freedom Falcons (TAK) declarou que levaram a cabo o ataque para vingar as operações militares turcas contra os rebeldes curdos no sudeste da Turquia. O grupo sediado na Turquia é considerado um ramo do Partido Trabalhador do Curdistão (PKK), que realizou vários ataques violentos no passado.

A Turquia acusou uma milícia curda síria apoiada pelos EUA , da autoria dos ataques, alegando que colaboraram com o PKK.

O primeiro-ministro Ahmet Davutoglu identificou o bombista como sendo Salih Neccar, de nacionalidade síria, alegando que é um membro da milícia curda síria Unidade de Proteção do Povo (YPG).

Na sequência do ataque, a Turquia pressionou os EUA e outros aliados para acabarem com o apoio ao grupo. O governo turco considera o YPG como um grupo terrorista devido à sua filiação com o PKK. Contudo, o YPG tem sido mais ativo na luta contra o Estado Islâmico, na Síria.

Entretanto, o TAK, anunciou que o bombista era Abdulbaki Sonmez. “O objectivo deste ataque foi vingar o massacre de civis inocentes” justificou o grupo referindo-se a uma operação de grande escala da segurança turca, contra militantes na cidade de Cizre.

Na passada sexta-feira, as autoridades turcas anunciaram a detenção de mais três suspeitos com ligações ao ataque de Ancara, aumentando o número de detenções para 17.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin