Reinvenção da rede elétrica é crucial para resolver a crise das alterações climáticas

Com o planeta a enfrentar ondas de calor cada vez mais intensas, secas, incêndios florestais e tempestades, um caminho para enfrentar a crise climática ficou claro: é necessário fazer a transição da rede elétrica para energia eólica e solar sem carbono.

Os EUA caminham nessa direção. As primeiras projeções sugerem que o país acabou de encerrar um ano recorde de crescimento de eletricidade renovável em 2021, após um recorde de 33.500 megawatts de eletricidade solar e eólica instalada nos EUA em 2020, segundo dados da Bloomberg NEF. A meta do governo Biden é ter uma rede livre de emissões de carbono até 2035.

Um estudo recente descobriu que os EUA precisarão quase triplicar a sua taxa de crescimento de 2020 para que a rede seja 80% alimentada por energia limpa até 2030. A base dessa transição é uma mudança dramática na própria rede elétrica.

Existem basicamente três maneiras de acomodar a variabilidade da energia eólica e solar: usar o armazenamento, implantar a produção de forma coordenada no país, e gerir a procura de eletricidade para melhor corresponder ao fornecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin