Sahel

Blogger da Mauritânia condenado à morte é libertado

Um tribunal de apelação na Mauritânia ordenou a libertação de um blogger que tinha sido condenado à morte por por ter publicado um texto considerado blasfemo pelas autoridades.

O tribunal da cidade de Nouadhibou condenou na quinta-feira Mohamed Cheikh Ould Mkhaitir a dois anos de prisão e uma multa. Detido há quase quatro anos, o blogger saiu em liberdade.

Mkhaitir foi preso em janeiro de 2014, acusado de apostasia numa publicação no Facebook que condenava o uso da religião para justificar a discriminação contra a sua casta.

Foi a primeira sentença de pena de morte sustentada em apostasia na Mauritânia, desde a independência da nação africana em 1960.

A Amnistia Internacional congratulou-se com a nova decisão e pediu às autoridades para garantir que ele viva sem ameaça de ataque físico.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo