Sahel | Segurança

Dakar, Bamako, Ouaga e Abidjan unem-se na luta contra o terrorismo

Perante a escalada do terrorismo na África ocidental, os ministros da defesa do Senegal, da Costa do Marfim, do Mali e do Burkina Faso definiram, este fim de semana em Abidjan, nove medidas para prevenir os ataques terroristas.

O massacre de Grand-Bassam e os atentados de Bamako, seguidos de uma tentativa abortada de ataque na mesma cidade e também o atentado em Ouagadougou, mostram que a África ocidental é um alvo dos jihadistas, o que leva as autoridades do Sahel a tomarem medidas para prevenir, ou pelo menos atenuar os riscos

Os ministros Ha­med Bakayoko da Costa do Marfim, Simon Compaoré do Bur­kina Faso,  Salif Traoré do Mali e Abdoulaye Daouda Diallo do Senegal acordaram sobre nove medidas, das quais as mais importantes são a partilha de experiências sobre as questões do terrorismo, o estabelecimento de uma unidade de ação, uma colaboração sistemática entre os diferentes serviços de segurança, a imposição de documentos de viagem fiáveis de forma a permitirem o rastreio dos movimentos nas fronteiras.

Ficaram também definidas reuniões regulares entre os quatro países com os ministros de segurança de cada um e a harmonização das legislações nacionais na matéria da luta contra o terrorismo. Será também posta em prática a medida do cartão de identidade biométrico.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo