Sahel | Segurança

Estado Islâmico no Grande Saara reivindica rapto de professor que “falava em francês aos alunos”

Arquivo

Apresentado como o porta-voz da organização terrorista Estado Islâmico no Grande Saara (EIGS), o denominado “Hammar” disse através de uma chamada telefónica à Agência France Presse (AFP) que a sua organização reivindicava o rapto do professor Issouf Souabo que “falava em francês aos alunos” e sublinhou que todos os professores de língua francesa “serão combatidos”.

Issouf Souabo foi raptado por uma dezena de homens armados a 12 de Abril durante a aula numa escola em Bouro no município de Nassoumbou, na província do Soum no Burquina Faso. Durante a acção um aluno foi morto.

O porta-voz do EIGS disse também à AFP que a organização terrorista, chefiada por Abu Walid al Sahrawi, reivindicava o assassinato do presidente da câmara de Koutougou, também na província do Soum, porque “trabalhava com o exército do Burquina para os cruzados”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo