Mali: A ameaça jihadista atrasa a aplicação do acordo de paz

Ao longo do s últimos doze meses, a ameaça jihadista no norte do Mali aumentou de forma inesperada e trágica comprometendo a aplicação do Acordo de paz e reconciliação.

Os ataques terroristas, emboscadas e raptos, aumentaram no norte do Mali provocando inúmeras mortes entre civis e militares, sendo as mulheres e crianças as principais vítimas, apesar do acordo de paz assinado entre o governo maliano e os grupos rebeldes.

Na opinião dos observadores, para que o tratado tenha resultados positivos, será necessário, não só isolar os grupos rebeldes, mas também multiplicar o patrulhamento misto. Além disso, urge resolver a situação de Kidal, um santuário de terrorismo que alberga um Estado, dentro de um Estado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin