Sahel | Segurança

Mali: MNUSMA deve abandonar o hotel Laico Amitié até 30 de Março

O estado maliano ordenou que a MINUSMA (Missão das Nações Unidas no Mali), que instalou o seu quartel-general, desde 30 de julho, no luxuoso hotel Laico Amitié, se prepare para abandonar as instalações, o mais tardar até 31 de março.

No âmbito da organização da cimeira África-França, que terá lugar durante o mês de janeiro de 2017, o comité da organização e o Governo do Mali, notificaram a MINUSMA para deixar o quartel-general, instalado no hotel Laico Amitié até 31 de março deste ano.  A missão da ONU tenciona instalar-se em Bamako, mas em dois locais diferentes.

A adminitração ficará instalada na parte antiga de Pnud, no bairro de Badalabougou, na margem direita do rio Niger, enquanto os serviços de logística serão instalados no bairro Sotuba, na margem esquerda do Niger, à saída da cidade.

Fonte próxima do processo explicou à Jeune Afrique, que de acordo com um compromisso entre Bamako e a ONU feito em 2013, foi prometida uma sede oficial, seja na forma de um terreno, ou de um edifício. Devido à falta de cumprimento do acordado, a sede manteve-se até à data, no hotel.

O porta-voz da MINUSMA; Radhia Achouri, garantiu que o estado maliano, concedeu no final de 2015, um terreno ao lado do aeroporto, que se encontra em desenvolvimento.

De acordo com os observadores, este atraso, não é, contudo, surpreendente pois as autoridades do país, esperam que a MINUSMA, com mais de 10 mil Capacetes Azuis, não continue.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo