Sahel | Segurança

Pelo menos quatro membros das forças de paz da ONU mortos no centro do Mali

Quatro soldados da ONU do Bangladesh perderam a vida e quatro ficaram feridos, no centro de Mali, na quarta-feira, quando o veículo em que seguiam foi atingido por uma mina, segundo informação das Nações Unidas.

De acordo como o chefe da missão no Mali, Mahamat Saleh Annadif, a explosão ocorreu na estrada Boni-Douentza na região de Mopti. Seis soldados malineses também foram mortos de forma similar, na terça-feira, na região de Segou.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou fortemente o ataque contra os bangladeshes e reiterou que os ataques contra as forças de paz da ONU podem constituir crimes de guerra sob o direito internacional, declarou o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.

A missão da ONU no Mali, com mais de 11.000 soldados, tornou-se a mais perigosa do mundo para as forças de paz da ONU, que são frequentemente atacadas por militantes islâmicos. A ameaça de grupos relacionados com a Al-Qaeda e o grupo do Estado Islâmico continua a propagar-se pelo Mali.

Guterres reforçou que os “atos covardes” que mataram os soldados do Bangladesh e do Mali não impedirão a “determinação da missão da ONU em apoiar as autoridades malianas nos seus esforços para proteger civis e acompanhar o povo maliano na busca da paz e da estabilidade”, disse Dujarric.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo