África Subsaariana | Mundo

Senegal: Declaração falsa de Macky Sall gera polémica

Durante um frente-a-frente com os jornalistas, o presidente senegalês, Macky Sall, negou ter solicitado, à época, a substituição do ministro do Interior, Ousmane Ngom.

Nas redes sociais, os internautas pediram o recurso ao “VAR” (sistema de vídeo-arbitragem), como no futebol, para examinar nos arquivos a intervenção de Macky em 2012 e o resultado não foi favorável para o chefe de Estado.

Confrontado pela imprensa à margem do seu discurso de Novo Ano, o presidente senegalês jurou que nunca desafiou o ministro do Interior na época. No entanto, após a verificação, concluiu-se que esta é uma declaração falsa.

A oposição senegalesa continua a recusar o ministro do Interior, Aly Ngouille Ndiaye. Os opositores acreditam que o atual ministro, que também é responsável pela organização das eleições, é um membro ativo da Aliança para a República (APR).

Perante a pergunta do jornalista Cheikh Seck Yérim, sobre se Sall não poderia ter escolhido um ministro do Interior “apolítico”, como os seus antecessores no passado, o presidente respondeu da maneira mais categórica – “Eu não farei isso”, disse, alegando que enquanto na oposição, nunca questionou um ministro de Interior sob o pretexto de que pertencia ao partido no poder.

Após a verificação dos arquivos de 2011, concluiu-se que a declaração do presidente senegalês é falsa. Na altura, o então candidato Macky Sall desafiou o ministro do Interior na época, Ousmane Ngom.

Ainda antes do final da entrevista, começaram a circular comentários nas redes sociais criticando severamente o presidente senegalês.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo