Apoio ao alojamento é alargado a alunos não bolseiros com baixos rendimentos

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior vai alargar o apoio para o pagamento do alojamento aos estudantes deslocados de agregados familiares com baixos rendimentos, ainda que não sejam bolseiros.

O anúncio foi feito pela Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, durante a sessão de abertura do encontro “As Futuras Residências para Estudantes do Ensino Superior”, organizado pela Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação e pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

“O aumento do custo de vida”, conforme afirmou a Ministra, levou a tutela a reforçar e alargar este apoio aos estudantes deslocados do ensino superior público e privado provenientes de famílias que recebam até ao salário mínimo nacional, de forma a ajudar as famílias a suportarem os custos de alojamento. 

De acordo com Elvira Fortunato “os apoios ao alojamento a atribuir serão idênticos aos já atribuídos aos estudantes bolseiros, correspondendo a um apoio mensal que vai dos 221 euros até aos 288 euros, dependendo do concelho em que se situa a instituição de ensino superior”.

A Ministra acrescentou que “esta medida é pertinente num momento em que o Governo se encontra a reforçar o parque público de alojamento para estudantes a preços acessíveis, que deverão aliviar a pressão dos custos do alojamento para estudantes à medida que forem sendo concluídas, nos próximos anos”.

A Ministra destacou que “continuamos a envolver entidades do setor turístico e social para reforçar o número de camas disponibilizadas a preços acessíveis. Neste momento, temos já a perspetiva de um alargamento do número de camas disponibilizadas para estudantes na rede de pousadas da juventude geridas pela Movijovem”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…