Docente da Universidade de Coimbra eleita presidente da Sociedade Portuguesa de Materiais

Sandra Carvalho, professora catedrática do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), foi eleita por unanimidade como presidente da Sociedade Portuguesa de Materiais (SPM) para o biénio 2023-2025.

«A liderança da SPM é um desafio completamente diferente dos assumidos até ao momento na minha carreira, apesar de que chegar a este cargo seria natural, uma vez que iniciei a atividade no Conselho Diretivo da associação como vogal durante 2 mandatos, sendo nos últimos 4 anos a vice-presidente», refere Sandra Carvalho.

Neste mandato os novos Corpos Sociais da SPM eleitos pretendem seguir três grandes linhas de ação que pretendem congregar a comunidade “dos materiais” e assim, tornar-se uma voz ativa junto de decisores políticos e económicos, tecido empresarial e sociedade civil, implementar estratégias para aumentar o dinamismo e a sustentabilidade económica da SMP, caminhando para a sua profissionalização a médio prazo, e ainda, promover a importância da ciência e engenharia dos materiais como pilar do desenvolvimento sustentável, aumentando a identificação dos sócios com a associação.

«Tendo tido um percurso científico de mais de duas décadas na área da Ciência e Engenharia dos Materiais, claramente que me identifico com a missão da SPM, e, nesse sentido, considero que poderei ser útil nessa missão», observa a catedrática, que aceitou este desafio por acreditar que lidera uma «equipa forte, dinâmica e de confiança» que a ajudará a implementar o programa de ação validado pelos sócios em eleição.

«Muitos serão os desafios a superar, mas destaco a sustentabilidade financeira da Sociedade, a crise na formação em Engenharia de materiais pela pouca procura por parte de novos estudantes e o desenvolvimento de novos materiais para responder às atuais preocupações ambientais e energéticas», salienta a docente, acrescentando que para atingir todos estes objetivos «irá alinhar a sua estratégia em cinco vetores fundamentais, designadamente interface com a indústria, financiamento e internacionalização, formação em materiais, comunicação e divulgação e divisões técnicas», conclui.

A SMP é uma associação de índole técnica e científica, sem fins lucrativos, que tem como objetivo promover, de forma independente, o conhecimento na área dos materiais e relevar a sua importância no desenvolvimento económico e social, congregando as partes interessadas.

Universidade de Coimbra

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

África do Sul: Comissão Eleitoral Independente continua a processar os resultados da eleição de 29 de Maio

África do Sul: Comissão Eleitoral Independente continua a processar os resultados da eleição de 29 de Maio

Os órgãos eleitorais da África do Sul esperaram concluir este fim-de-semana a contagem dos votos das eleições gerais de 29…
Brasil: A Fundação AIS está solidária com as vítimas das trágicas inundações

Brasil: A Fundação AIS está solidária com as vítimas das trágicas inundações

A organização internacional católica Ajuda à Igreja que Sofre (Fundação AIS) está em estreito contacto com os seus parceiros locais…
Macau: Cidades do interior da China emitem vistos para Região

Macau: Cidades do interior da China emitem vistos para Região

A partir desta semana, mais oito cidades do interior da China passam a emitir vistos individuais para Macau e Hong…
Portugal deveria reconhecer “ter abusivamente alienado o território de Cabinda”

Portugal deveria reconhecer “ter abusivamente alienado o território de Cabinda”

Dois dias antes da comemoração dos 50 anos da Revolução do 25 de Abril, o Presidente português, Marcelo Rebelo de…