Economia | Nacional

BdP prevê que a economia contraia 9,5% devido ao Covid-19

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a economia do país português contraia cerca de 9,5 pontos percentuais este ano devido ao impacto da pandemia de Covid-19, de acordo com um relatório disponível esta quarta-feira no site da instituição.

De acordo com as previsões da entidade, a queda no calendário atual seria de 9,5%, mas alerta que o impacto pode ser de 13% se houver um ressurgimento da doença.

A economia portuguesa deverá contrair-se fortemente em 2020, num contexto global de reduções no Produto Interno Bruto (PIB), bem como no comércio internacional, que só pode ser comparado com o que foi registado na Grande Depressão de 1928“, refere a análise.

A instituição apontou que, durante o primeiro trimestre do ano, o PIB contraiu 3,8% em relação ao período de outubro a dezembro de 2019.

Principalmente devido à queda nos serviços de turismo, espera-se que Portugal sofra uma queda de mais de 25% das exportações em 2020. Além disso, o consumo privado deverá diminuir em quase nove por cento.

Apesar de tudo, de acordo com o estudo do BdP, o país experimentará um crescimento do PIB de 5,2% em 2021 e 3,8% em 2022.

No entanto, na eventualidade de uma recorrência da doença no país, a recuperação seria de apenas 1,7% no próximo ano de 2021 e 3,5% no ano seguinte.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo