Fisco deixou escapar quase 10 mil milhões de euros para offshores

De acordo com a edição do Público desta terça-feira, no período entre 2011 e 2014, o fisco terá deixado sair 10 mil milhões para offshores sem vigiar transferências. A Inspecção das Finanças está a investigar o assunto.

O Ministério das Finanças confirmou ao jornal que as divergências e as “omissões” foram detectadas quando, entre finais de 2015 e o início de 2016, foi “retomado o trabalho de análise estatística e divulgação” dos valores das transferências para os chamados “territórios com tributação privilegiada”.

O dinheiro transferido a partir de Portugal para contas em paraísos fiscais atingiu um valor recorde de 8.885 milhões de euros em 2015, mais do que duplicando o montante do ano anterior. As Bahamas foram o principal destino, seguidas de Hong Kong e do Panamá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

No próximo fim-de-semana, o CCB vai estar na Batalha e em Coimbra

No próximo fim-de-semana, o CCB vai estar na Batalha e em Coimbra

No âmbito de uma parceria estabelecida com a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), o Centro Cultural de Belém (CCB) continua…
Moçambique: Nyusi lança processo de revisão da Estratégia Nacional de Desenvolvimento

Moçambique: Nyusi lança processo de revisão da Estratégia Nacional de Desenvolvimento

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, procede nesta sexta-feira, 17 de setembro, ao lançamento do Processo de Revisão da…
Pandemia diminuiu a taxa de natalidade nos EUA e na Europa

Pandemia diminuiu a taxa de natalidade nos EUA e na Europa

Ao longo da história, as pandemias têm sido um fator-chave na mudança da população humana, graças à mortalidade e ao…
Brasil: 53% dos brasileiros reprovam Bolsonaro

Brasil: 53% dos brasileiros reprovam Bolsonaro

A popularidade do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a bater outro recorde negativo na nova pesquisa Datafolha, publicada esta…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin