Economia | Nacional

Fisco detetou mais 921 contribuintes particulares com rendimentos elevados

O cruzamento de informação e reporte de saldos de contas permitiram à Autoridade Tributária (AT) detetar mais 921 contribuintes particulares de elevada capacidade financeira, passando para 1679 os casos que a instituição passará a acompanhar, informou esta quarta-feira o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

“Com a troca de informação automática que nós tivemos, com as informações como por exemplo o reporte de saldos bancários, o cadastro individual de contribuintes de elevada capacidade, acrescentou aos 758 que existem hoje, mais 921, estando hoje mais próximos dos dois mil”, referiu António Mendonça Mendes.

Segundo o secretário de Estado, a troca de informação internacional permitiu também detetar 5.800 grandes contribuintes, nos quais se incluem empresas, que não tinham declarado 82 milhões de euros de rendimentos relativos ao ano de 2016.

Entre os vários mecanismos de troca de informações que Portugal tem com outros países inclui-se o reporte de saldos de contas bancárias de residentes em bancos estrangeiros e de não residentes com contas em Portugal.

São considerados contribuintes de elevado rendimento os que auferem rendimentos superiores a 750 mil euros ou com uma capacidade patrimonial acima dos cinco milhões de euros.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo