Nacional | Sociedade

Governo de Portugal implementa medidas para combater COVID-19

O Governo português tem vindo a anunciar e a implementar diariamente novas medidas para combater a propagação de Covid-19 em Portugal, onde se registam 331 casos de infeção confirmados.

Durante o dia de hoje começou a ser controlada a fronteira terrestre com Espanha, que passa a limitar-se a 9 pontos de passagem em que só é permitida a circulação de transportes de mercadorias e trabalhadores transfronteiriços.

Já na última sexta feira foi declarado o estado de alerta até 9 de abril, abrangendo todo o território e que determinou a adoção de medidas de caráter excecional, entre elas, o aumento de estado de prontidão das forças e serviços de segurança e de todos os agentes de proteção civil, a proibição de desembarque de navios de cruzeiro e a restrição de funcionamento de discotecas e similares.

Estas medidas juntam-se à suspensão das aulas de todos os níveis de ensino, à restrição de visitas a lares de idosos e à interrupção de todas as atividades de centros de dia, anteriormente anunciadas. Também aos estabelecimentos comerciais são impostas restrições, a frequência destes espaços fica limitada a 4 pessoas por 100 metros quadrados e os restaurantes e similares só podem funcionar a um terço da sua capacidade, incluindo esplanadas.

Os governos regionais dos Açores e Madeira, para além do referido, decidiram impor um período de quarentena a todos os passageiros que aterrem nos arquipélagos. De recordar que em todo o país estão suspensos os voos de e para Itália e China, os países mais afetados pela pandemia até agora.

Os portugueses que se encontram transitoriamente em viagem no estrangeiro e necessitam de ajuda para regresso a Portugal podem contar com uma linha de emergência, assente num endereço de e-email e número de telefone, criada pelo Ministério de Negócios Estrangeiros para atender a situações, neste período excecional, em que se verifica dificuldades de circulação em vários países.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo