Governo português adota medidas de proteção para as vítimas de violência doméstica

O Governo português lançou no início do mês de março um plano coordenado de contingência em matéria de prevenção e combate à violência doméstica, tendo em conta a situação de isolamento social imposta pelas medidas do Estado de Emergência.

O plano do Governo assenta em duas dimensões estratégicas: o reforço da capacidade de resposta da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica (RNAVVD) e a divulgação de informação para consciencialização social dos riscos acrescidos de violência e sobre os serviços de apoio e canais para pedir ajuda.

O reforço da RNAVVD traduz-se, entre outras medidas, na abertura de dois novos centros de acolhimento de emergência, com vagas para mais de 100 pessoas, no reforço do atendimento telefónico e na monitorização das situações em acompanhamento com maior regularidade.

Já no sentido de aumentar a divulgação de informação foi lançada a Campanha #SegurançaEmIsolamento nas redes sociais, televisões, rádios e imprensa. Esta campanha que reforça e diversifica os canais para as vítimas pedirem ajuda divulga também conselhos de segurança para as vítimas em isolamento

Neste momento para além dos canais já existentes, as vitimas têm à disposição um novo endereço de email violencia.covid@cig.gov.pt, disponível para vítimas e profissionais, e uma nova linha SMS 3060 para que possam enviar pedidos de ajuda, por escrito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

As primeiras memórias podem começar aos dois anos e meio

As primeiras memórias podem começar aos dois anos e meio

Em média, as primeiras memórias que as pessoas podem recordar remontam a quando tinham apenas dois anos e meio de…
Angola: Suspensão da dívida ao estrangeiro poupa USD 300 milhões

Angola: Suspensão da dívida ao estrangeiro poupa USD 300 milhões

A ministra das Finanças de Angola, Vera Daves, informou que o mais recente pedido de suspensão da dívida por parte do país a parceiros…
Marrocos quer impulsionar energias renováveis ​​e hidrogénio verde

Marrocos quer impulsionar energias renováveis ​​e hidrogénio verde

Marrocos anunciou a ambição de aumentar a participação da capacidade total de energia renovável para mais de 52% até 2030.…
Timor-Leste: Nove instituições registadas pela CAC para declarar bens

Timor-Leste: Nove instituições registadas pela CAC para declarar bens

O Comissário-Adjunto da Direção para os Assuntos de Prevenção e Sensibilização da Comissão Anti-Corrupção (CAC), Luís de Oliveira Sampaio, declarou que os cargos…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin