Nacional

Governo português presta homenagem às vítimas do holocausto

Hoje, Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, a Presidência do Conselho de Ministros, em conjunto com a Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM), prestou uma homenagem às vítimas do Holocausto, e, em especial, a Aristides de Sousa Mendes, português responsável pelo salvamento de milhares de vidas.

Em comunicado referem que “numa atualidade marcada por atos de antissemitismo, racismo e xenofobia é cada vez mais imperativo relembrar a importância da liberdade de pensamento e a intolerância para com a violência.”

A este propósito, o Diário da República eletrónico (DRE) e uma edição especial em papel foram publicadas com um fundo de cor amarela para recordar todas as vítimas do Holocausto, quer os mais de seis milhões que pereceram nos campos de concentração e extermínio nazis, quer os que a eles sobreviveram.

O amarelo remete para a estrela de David amarela que os nazis impuseram aos judeus cidadãos dos países por eles ocupados na Europa como forma de os identificar e segregar.

Ainda nesta edição divulgou-se um histórico/repositório de todas as publicações em Diário da República que estão diretamente relacionadas com o processo individual de Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul português em Bordéus que emitiu vistos de entrada em Portugal para vários milhares de pessoas que fugiam do nazismo, incluindo importantes políticos e intelectuais europeus e muitos judeus.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo