Economia | Nacional

Governos e parceiros sociais reúnem-se para negociar aumento do salário mínimo

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e os parceiros sociais reúnem-se esta quarta-feira para dar início à discussão do valor do salário mínimo para o próximo ano.

Ana Mendes Godinho, deverá apresentar uma proposta de atualização da remuneração mínima para 2020 às estruturas sindicais e patronais, tendo o Governo definido como meta atingir os 750 euros em 2023, mas sem especificar o caminho para atingir essa meta.

A UGT já manifestou disponibilidade para negociar um acordo de médio prazo, fixando patamares para o salário mínimo nacional até à meta dos 800 euros em 2023. Para o próximo ano, a UGT defende uma subida de 60 euros, para 660 euros.

A CGTP considera que a meta do Governo é um “bom ponto de partida negocial” com vista a alcançar o objetivo da intersindical de chegar aos 850 euros a curto prazo.

O salário mínimo foi fixado este ano em 600 euros, um valor acordado entre o executivo anterior e a maioria dos parceiros em Concertação Social, com exceção da CGTP.

Nos primeiros quatro meses de 2019 22,4% dos trabalhadores auferiam o salário mínimo, um decréscimo de 0,6 pontos percentuais face ao mesmo período de 2018 e de 0,5 pontos percentuais face a igual período de 2017.

 

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

  1. rardSeawn

    06/11/2019 at 18:37

    hi 🙂 bross 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo