Hospital de Guimarães pioneiro no tratamento de aneurisma da aorta abdominal

O Hospital de Guimarães foi o primeiro em Portugal a tratar um aneurisma da aorta abdominal, uma doença grave caracterizada por uma dilatação da artéria que pode levar à morte, utilizando para isso um “inovador” sistema de “selagem” do aneurisma numa endoprótese.

O diretor do Serviço de Cirurgia Vascular do Hospital da Senhora da Oliveira, Amílcar Mesquita, explicou que a endoprotese substitui, em muitos casos, a cirurgia “convencional” que consistia em abrir o doente e colocar uma prótese extra-artéria.

O Aneurisma da Aorta Abdominal (AAA) é uma doença sem sintomas, que se caracteriza por uma “dilatação lenta e progressiva da aorta, a maior artéria do organismo que, quando rompe, origina uma perda de sangue muito grave” que pode resultar em morte súbita.

«O sistema de fixação consiste na colocação de uma espécie de “parafuso” que prende a endoprótese à parede da aorta, evitando assim fugas de sangue e necessidade de reintervenção em caso de movimentação do local de posicionamento original da prótese», esclareceu Amílcar Mesquita,

Amílcar Mesquita explicou que atualmente, numa grande maioria de casos, introduz-se uma prótese por dentro da artéria do doente,para selar o aneurisma, e quando chega ao sítio é libertada, o que faz dela uma endoprótese.

Uma mulher de 85 anos e com um aneurisma de 8 centímetros foi o primeiro paciente em Portugal a beneficiar da nova forma de tratamento de AAA.

Estima-se que, na Europa, 80 milhões de pessoas com mais de 65 anos estejam em risco de desenvolver um AAA.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin