Nacional

Mais de 12 mil funcionários públicos vão receber formação sobre Violência Doméstica

Já foi divulgado o Plano Anual de Formação Conjunta em Violência contra as Mulheres e Violência Doméstica para a Administração Pública que numa primeira fase vai envolver mais de doze mil formandos de cinco áreas governativas: Administração Interna, Justiça, Educação, Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e Saúde.

Destinado essencialmente à formação de agentes-chave na intervenção após as 72 horas após denúncia, será ainda destinado também a agentes não especializados, por forma a efetivar uma abordagem ampla e multidisciplinar.

No total estão previstas mais de sete mil horas de formação certificada, num total de 14 cursos. A bolsa de 50 formadores já foi indicada e o primeiro curso terá início nas próximas semanas, prolongando-se o calendário de formação até ao final do primeiro semestre de 2023.

Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, sublinha a este propósito que “pela primeira vez vamos lançar um plano de formação que promove uma intervenção integrada e intersectorial de profissionais da administração pública para uma resposta mais capaz e de reforço da ação no terreno, e que vai permitir elevar e regular os modos de proteção e de apoio a vítimas”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo