Portugal assina acordo que permite acesso a medicamentos inovadores

O ministro da Saúde português, Adalberto Campos Fernandes, assinou a Declaração de La Valletta, a 8 de maio em Malta. Este acordo tem como objetivo garantir acesso a tratamentos mais caros e inovadores, bem como assegurar a sustentabilidade dos sistemas de saúde.

A Declaração de La Valetta foi também assinada pelos ministros da Saúde de Malta, Chipre, Grécia, Espanha, Itália, Irlanda, Roménia e Eslováquia. Com este acordo, “pretende-se agora criar uma Comissão Técnica que explore diversas estratégias e modelos de cooperação voluntária que incluem, entre outras, a partilha de informação, a identificação das melhores práticas, a avaliação alargada de medicamentos e tratamentos inovadores, a exploração de mecanismos possíveis para a negociação de preços e aquisição conjunta”, sublinha o Diário de Notícias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: Vice-Presidente recebe líder da OEACP–UE

Angola: Vice-Presidente recebe líder da OEACP–UE

A Vice-Presidente da República de Angola, Esperança da Costa, recebeu em audiência a líder da Assembleia Parlamentar da Organização dos…
Guiné-Bissau: Nuno Nabiam demite-se e qualifica Sissoco de “senhor absoluto”

Guiné-Bissau: Nuno Nabiam demite-se e qualifica Sissoco de “senhor absoluto”

O antigo Primeiro-ministro e conselheiro especial do Presidente da República, Nuno Gomes Nabiam demitiu-se das funções alegando a “falta de…
Guiné-Bissau: Venda ilícita de passaportes movimentou em dois anos 1.8 biliões de Fcfa

Guiné-Bissau: Venda ilícita de passaportes movimentou em dois anos 1.8 biliões de Fcfa

O Ministério do Interior da Guiné-Bissau informou esta segunda-feira, 19 de Setembro, ter detido 41 indivíduos de nacionalidade camaronesa, assim…
Angola: UE vai financiar novos projetos avaliados em 90 milhões de euros

Angola: UE vai financiar novos projetos avaliados em 90 milhões de euros

A União Europeia (UE) vai financiar, com 90 milhões de euros, quatro novos projetos, em Angola. O montante vai ser…