Nacional | Sociedade

Portugal convidado para os Jogos do Mediterrâneo de 2017 pela primeira vez

Portugal vai participar na edição de 2017 dos Jogos do Mediterrâneo, em Tarragona, após a proposta lusa de inclusão ter sido aprovada “por unanimidade” em assembleia geral, anunciou hoje o comité organizador espanhol.

“É uma pretensão de há muitos anos, que nos estava bloqueada pelos gregos, que faziam alguma força para que não entrássemos. Eles sentiam que lhes iríamos retirar algumas medalhas”, disse o presidente da Confederação do Desporto de Portugal (CDP), Carlos Paula Cardoso.

A delegação portuguesa aos Jogos do Mediterrâneo, que irá integrar cinquenta atletas e dirigentes, irá competir em Tarragona em 2017, que irá decorrer de 30 de junho a 09 de julho, como comité nacional convidado, elevando para 26 o número de países representados, provenientes de três continentes.

“A admissão aos Jogos do Mediterrâneo foi um feito importante. Apesar de não sermos um país mediterrânico, somos um país culturalmente mediterrânico”, referiu Carlos Paula Cardoso, enaltecendo o “novo espaço que se abre aos atletas portugueses”.

A admissão de Portugal surge após o Kosovo também ter sido aceite, em novembro de 2015, pelo Comité Internacional dos Jogos do Mediterrâneo (CIJM).

Portugal passa a integrar um novo espaço desportivo que conta com algumas potências mundiais, como Itália, França, Espanha e Grécia, nas mais diversas disciplinas, e que dominam o medalheiro da prova.

Os Jogos do Mediterrâneo são uma espécie de Jogos Olímpicos para os países banhados pelo mar que lhe dá nome, que, de quatro em quatro anos, competem em cerca de 30 modalidades.

A primeira edição decorreu em Alexandria, no Egito, em 1951.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo