Nacional

Portugal: Devido a insultos racistas o jogador franco-maliano Moussa Marega do FCP abandona o jogo

Na 21º jornada do campeonato português de futebol, o jogador franco-maliano do FCP, Moussa Marega, de 28 anos, abandonou o campo ao minuto 71 depois de assinalar um golo contra o Vitória de Guimarães. Marega foi vítima de insultos racistas no gramado quando assinou o golo da vitória.

Ao longo de todo o jogo, Marega ouviu expressões como “macaco”, “chimpanzé” ou “preto” e sons que se assemelhavam aos de símios ecoaram no estádio do Vitória de Guimarães.

Perante os cânticos racistas, o jogador abandonou o relvado furioso, e exibindo os dedos médios aos apoiantes. Alguns dos seus companheiros de equipa e alguns jogadores adversários tentaram dissuadi-lo, mas o jogador voltou ao vestiário alguns minutos depois, escoltado por membros da equipa técnica do Porto.

No Instagram, o ex-jogador do Vitória Guimarães, reagiu mais tarde. “Eu só quero dizer a todos esses idiotas que vêm ao estádio para gritar insultos racistas … vá se f***r”. E também gostaria de agradecer aos árbitros por não me defenderem e por me darem um cartão amarelo porque defendi a cor da minha pele. Espero nunca mais vê-lo em um campo de futebol! Você é uma vergonha!!!”

A PSP, que estava responsável pelo policiamento do recinto, já está a tentar identificar os responsáveis pelos insultos, recorrendo às imagens de videovigilância e o Ministério Público anunciou que vai investigar o episódio da noite de domingo,

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo