Portugal: Morreu antigo Presidente da República Jorge Sampaio

Faleceu hoje, 10 de setembro, Jorge Sampaio, advogado e político, que foi Presidente da República de Portugal entre 1996 e 2006.

Jorge Sampaio foi internado no hospital de Portimão, no Algarve, após sentir dificuldades respiratórias enquanto se encontrava de férias. Mais tarde seria transportado para o Hospital de Santa Cruz, em Lisboa, onde era habitualmente acompanhado e viria a falecer.

O politico que tinha 81 anos foi presidente da Câmara de Lisboa, secretário-geral do PS, alto representante das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações e atualmente presidia à Plataforma Global para os Estudantes Sírios.

Várias entidades e personalidades nacionais e internacionais já manifestaram o seu pesar pela morte de uma das pessoas conhecidas pela luta contra as desigualdades e a favor da liberdade.

O atual Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, já emitiu uma nota oficial lembrando de “Como sereno foi o seu testemunho de vida, ao serviço da liberdade e da igualdade”. Por seu lado, o Primeiro Ministro, António Costa, já divulgou que serão decretados três dias de luto nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin