Nacional

Portugal prevê que a economia caia 6,9% este ano devido à pandemia

O Produto Interno Bruto (PIB) português cairá este ano 6,9% devido à epidemia de covid-19 e no próximo ano crescerá 4,3% de acordo com o Programa de Estabilização Económico-Financeira aprovado pelo Governo de António Costa. No ano passado, o PIB português cresceu 2,2%.

A queda do PIB estará concentrada no segundo trimestre do ano, embora já tenha sido observada uma queda de 2,3% no primeiro trimestre.

A abertura de fronteiras a partir de julho aliviará parcialmente o setor de turismo, o grande motor económico do país nos últimos anos, já que representa 12% do PIB.

Outro dos motores da economia, as exportações, cairão este ano em 15,4%, segundo previsões do governo, e em 2021 crescerão 8,4%, após um crescimento de 3,7% em 2019.

A queda abrupta das exportações “Parte desse efeito reflete uma redução nas exportações de serviços no setor de turismo, onde se espera que o impacto da pandemia seja particularmente severo“, de acordo com a justificativa do governo publicada no Diário Oficial da República.

Em relação às importações de bens e serviços, o Executivo estima uma redução de 11,4% e uma recuperação de 7% em 2021, quando no ano passado cresceram 5,3%.

Os números negativos são compensados, no entanto, pelo anúncio do ministro da Economia de que as empresas devem estar preparadas para relançar com o fluxo de dinheiro que virá da UE, 15.000 milhões em três anos.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo