Nacional | Sociedade

SEF descobre “empresas fantasma” que serviam de fachada em processos de imigração ilegal

O SEF (Serviços de Estrangeiros e Fronteiras) anunciou a identificação de várias “empresas fantasma” que serviriam de fachada para a simulação de relações laborais com cidadãos oriundos do sudeste asiático e da América do sul apoiando a imigração ilegal.

No âmbito da ‘Operação Combustível’, assim denominada pelas autoridades, que ocorreu em Faro, também foi constituído arguido um técnico oficial de contas por suspeitas da prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos.

A operação foi desencadeada no início desta semana e teve origem num processo crime cuja investigação teve por base pedidos de vistos consulares na embaixada de Portugal em Nova Deli que se revelaram suspeitos, segundo comunicado das autoridades.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo