Associação AILD prevê ação em prol dos emigrantes portugueses no regresso aos países de acolhimento

A Associação Internacional dos Lusodescendentes – AILD, anunciou, para 2022, uma ação de despedida e agradecimento a emigrantes portugueses pela visita feita a Portugal. A iniciativa pioneira no país, que contará com campanhas de sensibilização, decorrerá nas principais fronteiras terrestres por onde, todos os anos, milhares de emigrantes regressam de carro aos países que os acolhem para mais um ano de trabalho.

Através desta iniciativa, a Associação Internacional dos Lusodescendentes pretende “reconhecer o importante contributo dado pelos emigrantes portugueses à dinâmica económica e social dos diversos territórios do país, com especial ênfase aos territórios de baixa densidade, reforçar o apoio às Comunidades Portuguesas no regresso ao estrangeiro, relembrar o imprescindível apoio da associação às Comunidades Portuguesas espalhadas pelo mundo e, simultaneamente, colmatar uma lacuna que, até ao momento, continua a não receber resposta adequada por parte do Governo, forças de segurança e associações de apoio a Comunidades Portuguesas”.

Esta associação reforçou que “todos os anos milhares de portugueses regressam a Portugal para passarem as férias, visitar família e amigos, representando um significativo contributo para a dinâmica económica e social e para o turismo nacional”.

Ígor Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin