Sociedade

Estudantes da FEUC em situação de vulnerabilidade económica por causa da pandemia

Álvaro Garrido, diretor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra

Uma parte significativa de estudantes da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC) encontra-se em situação de vulnerabilidade económica devido à pandemia de Covid-19. A conclusão é de um estudo realizado por duas investigadoras desta faculdade, Rita Martins e Patrícia Moura e Sá.

«Tendo em conta a correspondente redução de rendimentos e o risco de desemprego futuro, pode-se assim dizer que uma proporção significativa de estudantes está, pelo menos circunstancialmente, em situação de vulnerabilidade económica», esclarecem as investigadoras do Centre for Business and Economics Research da FEUC.

Este estudo, que contou com a participação de 440 estudantes de licenciaturas e mestrados dos vários cursos ministrados na FEUC, tem por objectivo avaliar a vulnerabilidade económica das famílias dos estudantes da FEUC decorrente da pandemia COVID-19 e a adaptação ao ensino à distância atendendo às condições de estudo nas suas residências familiares.

Em relação às consequências sobre a vida académica, segundo o estudo, praticamente três quartos dos participantes consideram ter menos condições para obter sucesso académico. Entre os constrangimentos apontados, destacam-se a compreensão das matérias lecionadas à distância (43%) e as condições em termos de espaço físico para trabalhar com algum sossego (26%).

Para o diretor da Faculdade de Economia, Álvaro Garrido (na foto), este estudo permite «obter informação muito relevante para um diagnóstico dos efeitos socioeconómicos da COVID-19 nos cerca de três mil estudantes da FEUC. Esta monitorização, quase uma radiografia social, é fundamental para conhecermos a nossa realidade e para podermos apoiar os estudantes».

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo