Máscaras com certificação falsa à venda

O diretor-geral do CITEVE, Braz Costa, declarou esta quarta-feira ao Jornal de Notícias que a empresa ainda não certificou máscaras reutilizáveis mais de cinco vezes.

Não há nenhuma máscara certificada que resista a 25 lavagens, muito menos a 50 e ainda menos a 90”, garantiu Braz Costa, diretor-geral do Citeve, citado pelo Jornal de Notícias, indicando que ainda não certificou máscaras que sejam reutilizáveis mais de cinco vezes.

Nos motores de busca e no Facebook multiplicam-se os vendedores que asseguram estar certificados pelo centro tecnológico têxtil, o único com protocolo com o Infarmed e Direção-Geral de Saúde (DGS) para certificar, ou que vendem máscaras reutilizáveis várias vezes.

A DGS e o Infarmed têm vindo a explicar que as máscaras de nível 3, indicadas para a população em geral, têm de reter 70 por cento das partículas e as de nível 2, para profissionais de venda ao público, têm de reter um mínimo de 90 por cento, mesmo após as lavagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Dois militares julgados pelas explosões de março

Guiné Equatorial: Dois militares julgados pelas explosões de março

Dois militares, um oficial e um soldado, estão a ser julgados pelas explosões ocorridas em Bata, a 07 de março. O incidente aconteceu num acampamento militar, tendo causado 107 óbitos e 615…
Cabo Verde: Programa de governo prioriza Sistema Nacional de Saúde

Cabo Verde: Programa de governo prioriza Sistema Nacional de Saúde

O Programa de governo para a décima legislatura em Cabo Verde inclui um conjunto de investimentos que servem para melhorar o Sistema Nacional de Saúde (SNS),…
Timor-Leste apoiado pela UE na realização das presidenciais

Timor-Leste apoiado pela UE na realização das presidenciais

O embaixador da União Europeia (UE) em Timor-Leste, Andrew Jacobs, afirmou que a UE vai apoiar o Secretariado Técnico da…
Moçambique: População de Cabo Delgado faz novas queixas sobre FDS

Moçambique: População de Cabo Delgado faz novas queixas sobre FDS

A população de Macomia, situada na província moçambicana de Cabo Delgado, voltou a queixar-se de abusos e extorsões por parte das Forças de Defesa…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin