UNICEF congratula alteração à Lei da Nacionalidade, “avanços para as crianças em Portugal”

Foi publicada no passado dia 10 de novembro, em Diário da República, a alteração à Lei da Nacionalidade em Portugal.  A atribuição da nacionalidade portuguesa às crianças nascidas no país não está agora dependente da situação regular ou não dos pais e diminui a obrigatoriedade de tempo de residência, de pelo menos um dos progenitores, de dois para um ano.

A UNICEF Portugal refere que com esta alteração à Lei da Nacionalidade os Direitos da Criança ficam duplamente reforçados e vem permitir que todas as crianças nascidas em Portugal, filhas de pais estrangeiros, possam adquirir a nacionalidade portuguesa, desde que, no momento do nascimento, um dos pais resida no país há pelo menos um ano.

De acordo com Beatriz Imperatori, Directora Executiva da UNICEF, “o reforço dos Direitos da Criança é sempre de saudar e a UNICEF Portugal quer publicamente reconhecer este avanço. É um passo muito relevante para garantir direitos iguais para todas as crianças que nascem em Portugal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Dieta saudável rica em fruta pode reduzir risco de diabetes tipo 2

Dieta saudável rica em fruta pode reduzir risco de diabetes tipo 2

Num estudo com 7.675 australianos, o maior consumo de frutas foi associado a melhores índices de tolerância à glicose e…
Cabo Verde: PAICV preocupado com pobreza no Paul

Cabo Verde: PAICV preocupado com pobreza no Paul

O dirigente da bancada do PAICV, Nilton Delgado, realçou no discurso feito na sessão solene da Assembleia Municipal do Paul que a pobreza é o maior desafio neste concelho. …
A falta de educação matemática afeta negativamente o desenvolvimento do cérebro

A falta de educação matemática afeta negativamente o desenvolvimento do cérebro

Um novo estudo, publicado este mês no Proceedings of the National Academy of Sciences, mostra que, dentro da mesma sociedade,…
Moçambique: Total diminui força de trabalho no país

Moçambique: Total diminui força de trabalho no país

A petrolífera francesa Total decidiu reduzir a sua força de trabalho em Moçambique, na sequência do recente ataque armado contra Palma. Recorde-se que este local é…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin