Universidade de Aveiro usa bonecos “quase humanos” para formação na Saúde

O Centro de Simulação Clínica da Universidade de Aveiro (SIMULA ), num conjunto de ações de formação dirigida aos profissionais de saúde, simulando casos clínicos reais, vai utilizar manequins que falam, têm batimentos cardíacos e mesmo convulsões.

 

A primeira ação de formação, a realizar a 3 de março, é dedicada a Emergências Pediátricas, sendo um curso avançado de simulação em Pediatria, promovido conjuntamente com a Associação para a Formação Profissional e Investigação da Universidade de Aveiro (UNAVE).

O curso é dirigido a pediatras, anestesistas, médicos de medicina geral e familiar, cirurgiões pediatras, cardiologistas pediátricos, internos e enfermeiros dedicados à Pediatria, baseado na simulação de casos clínicos reais e na utilização de simuladores.

Na área da saúde, a UNAVE realiza também nos dias 4 e 5 uma formação sobre Segurança do Medicamento, destinada a farmacêuticos, enfermeiros, técnicos de farmácia e outros profissionais de saúde.

As duas entidades vão ainda realizar uma formação em Laparoscopia, com recurso a simuladores, nos dias 11 e 12, dedicada ao treino de procedimentos avançados em cirurgia digestiva “hands-on”, dirigida a cirurgiões, que terá como formadores Novo de Matos, Leonor Manaças e José Castro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin