capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 01 de setembro de 2020

Sobre o Brasil “O Globo” destaca “Eleições 2020: Participação de eleitores de 16 e 17 anos é a menor em 30 anos”. O “Estadão” noticia que o “Governo estima alta de 3,2% no PIB [Produto Interno Bruto] em 2021 e rombo de R$ 573 bilhões até 2023”.

Em São Tomé e Príncipe o “Jornal Transparência” avança “Covid-19: Governo decreta o quarto Estado de Calamidade em São Tomé e Príncipe”. A “Téla Nón” informa que a “Direcção dos Cuidados de Saúde influenciou a prorrogação do Estado de Calamidade”.

A “Folha 8”, em Angola, publica que a “Suíça congela 900 milhões de [empresário angolano] Carlos São Vicente”, por suspeitas de lavagem de dinheiro. “O País” escreve que membro “Histórico da FNLA afirma que crise instalou-se por causa de dinheiro”.

“Auditoria revela perdas de 4.042 milhões de euros no Novo Banco e Governo envia relatório para PGR [Procuradoria-Geral da República]”, divulga o “Observador” em Portugal. No “Diário de Notícias” pode ler-se “Costa com a farda de PM [primeiro-ministro]. Pressão à esquerda por conta do aparelho”.

A “Inforpress”, agência de notícias de Cabo Verde, partilha “Covid-19: Presidente da República dá aval positivo à obrigatoriedade de uso de máscaras na via pública”. Segundo “A Semana”, o partido “PAICV denuncia deliberação da CNE [Comissão Nacional de Eleições] que proíbe oferta de camisolas e máscaras e anuncia entrar com recurso junto do Tribunal Constitucional”.

Em Moçambique o “MMO Notícias” refere “Dívidas ocultas: Presidente Nyusi pode ser envolvido no julgamento em Londres”. A “Carta de Moçambique” cita Nyusi através do título “O palco operativo de norte não está fechado a nenhum membro da comunicação social”.

Sobre Timor-Leste o site “Timor Agora” menciona que o “Chefe das forças armadas timorenses ameaça prender líderes de movimento contra PR [Presidente da República]”. De acordo com a “Tatoli”, o “MCAE [Ministro Coordenador dos Assuntos Económicos] coordena-secom MSSI [Ministra da Solidariedade Social e Inclusão] para implementar três medidas de recuperação económica”.

Na Guiné-Bissau a “ANG” indica que o “Projecto da nova constituição retira poderes ao Primeiro-ministro e Supremo Tribunal de Justiça”. Já “O Democrata” escreve que os “Sindicatos do Hospital Nacional Simão Mendes ameaçam suspender serviços extras”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

Brasil: Guerra leva o país a escolher produzir fertilizantes em terras indígenas ou comprar do Irão 

A ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina anunciou que vai apresentar um plano nacional para produção de fertilizantes no…
Moçambique: exoneração de Membros do Governo

Moçambique: exoneração de Membros do Governo

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas pela alínea a) do número…
Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

Brasil não assina adesão à ação de 39 países contra o governo de Vladimir Putin 

O governo brasileiro não aderiu a uma ação de 39 países que solicitaram a abertura de investigações formais contra o…
Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

Brasil vota nas Nações Unidas pela imediata retirada das tropas russas da Ucrânia 

A despeito da posição “neutra” declarada pelo presidente Jair Bolsonaro, o Brasil votou nesta quarta-feira (2) pela imediata retirada das…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin